A microusinagem na indústria médica e de miniaturas

Atualmente, o processo de microusinagem em vários segmentos industriais. O emprego de tecnologia avançada para fabricar minipeças está associado a máquinas e ferramentas específicas para este nicho, que dão a possibilidade de trabalhar com velocidades maiores para ganho de produtividade através do alto giro e rápido deslocamento.

 

Estas máquinas também possuem magazines para a montagem de várias ferramentas que irão trabalhar em conjunto ou individualmente em um mesmo processo de usinagem, onde as peças são bem complexas e requerem tolerâncias dimensionais de forma e posição bem apertadas e precisas. A Iscar tem investido muito na Indústria de Microusinagem com soluções inovadoras.

Neste segmento, principalmente na indústria médica, os materiais empregados são de difícil usinabilidade, exigindo ferramentas adequadas. Por serem peças pequenas, é preciso ter ferramentas otimizadas no seu tamanho e geometria, adequadas para trabalhar o material sem deformar o mesmo.

 

Uma solução para estes casos é o sistema SwissCut Innoval. O projeto da ferramenta possibilita trabalhar bem próximo da pinça de fixação em pequenos centros de torneamento tipo suíço. As ferramentas são fixadas uma próxima à outra dentro do espaço minimizado.

Outra vantagem do sistema é que possibilita a montagem de pastilhas para aplicações diferentes, como: torneamento lateral, torneamento reverso, rosqueamento, corte e canal na mesma ferramenta.

O sistema de fixação da pastilha em forma elíptica permite a indexação de uma aresta nova sem remover por completo o parafuso, evitando perdas e sem a necessidade de retirar a ferramenta de sua posição (a retirada da máquina).

Outra inovação da Iscar são as minibarras para torneamento interno com diâmetro a partir de 4,5 mm, com pastilhas a 75° EPGT 03... e a 80° CCGT 04... e refrigeração pelo centro da barra, levando o fluido até a zona de corte dentro do furo.

 

Estas barras estão disponíveis em aço e metal duro inteiriço para maiores balanços.

As pastilhas são positivas, retificadas e polidas, para tornar o corte do material suave sem que haja o seu arrancamento - assim, o mesmo não ganha resistência, não torna a operação difícil e não formará cavacos longos prejudicando a vida da pastilha.

Além da indústria médica, o segmento de Miniatura ou microusinagem está em expansão nas indústrias de microcondutores, eletroeletrônicos e automobilístico. 

(*) Marcelo Bueno é engenheiro de Produto - Torneamento da Iscar do Brasil

 

Fonte: Revista Usinagem Brasil

Please reload

Posts Em Destaque

Ronemak, soluções em corte!

October 17, 2018

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags